Dicas

Tudo o que você precisa saber para montar o enxoval do seu bebê

A preparação do enxoval com certeza é um dos momentos mais especiais durante a gestação. Mas muitas mamães e papais ficam em dúvida do que comprar neste momento. O artigo a seguir ajudará a facilitar sua organização no preparo do enxoval do seu baby.

https://burst.shopify.com/photos/polka-dot-baby-memory-book-with-sonogram?q=baby+room+list

A gestação é geralmente recheada de muitas emoções à flor da pele e muitas dúvidas, tudo junto e misturado. O que comprar para o enxoval do bebê? Como se preparar para chegada do pequeno ser? O que é essencial ou dispensável? Será que estou esquecendo algo? É normal ficar tão confusa? Sim, é normal, mas não precisa se desesperar. Essa confusão é natural, afinal, filhos não vêm acompanhados de manual de instruções. O levantamento do que se precisa adotar pode até ser extenso, mas com certeza, vai simplificar sua vida se resolver não deixar tudo para última hora.

O artigo a seguir apresentará uma relação de tudo o que os futuros papais precisam ter para facilitar suas vidas antes e depois da chegada do bebê.

1) Bebê a caminho

A notícia da gravidez e a chegada de um bebê no seio familiar é um momento mais que especial, sempre carregado de muitas emoções. Os futuros papais se enchem de expectativas e começam a sonhar acordados com essa nova fase em suas vidas.

O enxoval começa a preencher os pensamentos: roupinhas, sapatinhos, berço, mamadeira, chupeta, fraldas... São muitos os itens que passam a fazer parte desse novo contexto. No mercado, físico ou digital, a oferta é ampla e capaz de encher os olhos de qualquer um. Mas é importante conter a ansiedade e empolgação inicial. Planejamento e organização é necessário para não acabar saindo do controle e ter discernimento sobre o que é útil e o que é supérfluo em meio a tantas alternativas. De fato, não é uma tarefa simples!

Vale lembrar, no entanto, que cada família e cada bebê tem suas particularidades e condições, logo, o que pode ser considerado necessário ou dispensável para alguns, pode não ser para outros. Adeque sua busca conforme sua realidade e necessidades.

2) Segredos para não errar ao sair às compras do enxoval


  • Não se antecipe – ao se descobrir grávida, não saia comprando tudo logo de cara. Vá adquirindo aos poucos ou por etapas conforme a necessidade. Você terá nove meses para isso e, com planejamento, esse tempo é mais que suficiente. Fazer as compras do enxoval com calma te ajudará a fazer escolhas mais sensatas.
  • Não extrapole no número de roupas – afinal, bebês crescem ligeiro, e num “piscar de olhos” perdem rápido as peças de vestuário. Além disso, não precisa se preocupar muito com isso, já que o bebê ganhará roupinhas de presente.
  • Não seja monocromático – não precisa se limitar ao rosa e ao azul. Existem muitas outras opções de cores que darão vida ao universo infantil. Não se restrinja ao convencional, afinal, bebês gostam de cores. Sem falar que o mundo fica bem mais bonito quando colorido!


  • Não saia do eixo – manter o foco e a disciplina é imprescindível para fazer escolhas mais assertivas. Fazer um planejamento sobre o que comprar, como comprar e onde comprar, te ajudará nesse sentido.
3) A importância de se ter uma lista e o consumo consciente

A organização do enxoval pode começar através de uma lista. Nela, coloque o que você acha importante, categorizando o que é fundamental, o que é dispensável e o que pode ser opcional. Dessa forma, fica mais fácil visualizar uma ordem de prioridades que você se aterá como referência ao sair às compras. Ah! Lembre-se de ir registrando possíveis quantidades de cada item, ok?!

Fazer uma lista é imprescindível? Não, não é. Mas, acredite: te ajudará a ter foco e não sair gastando rios de dinheiro com tudo o que vê pela frente. O instinto materno à flor da pele pode ser comprometedor e nada econômico nesse sentido, pois, aos olhos das mamães, principalmente aquelas marinheiras de primeira viagem, tudo parece tão encantador e essencial.

Mas aqui não cabe julgamento, afinal, mamães são reféns da bendita atenção seletiva. Aquela que parece fazer cruzar em seu caminho informações que tem mais relevância para você naquele momento de sua vida. Pois bem, é a atenção seletiva que é responsável pelo fato da futura mamãe ter uma percepção mais aguçada sobre o universo de bebês a sua volta, e consequentemente serem atiçadas ao que o mercado oferece a esse público.

Nesse momento, estar consciente disso se faz importante. Não ter um filtro é arriscado. O estímulo ao consumismo pode sair do controle e acabar não sendo nada econômico e se sobrepondo às condições financeiras.

É compreensível o querer proporcionar o melhor para a cria. Está intrínseco. No entanto, o fato é que adotar padrões de consumo consciente é um ato de responsabilidade. Não cabe aqui querer podar esse momento mágico, apenas conscientizar! Portanto, repense o consumo, reflita sobre necessidade e vontade e faça seu melhor respeitando suas condições.

4) O que devo incluir em minha lista?

Pensando em facilitar a vida dos futuros papais, seguem algumas sugestões do que vocês podem estar incluindo na lista do enxoval:


  • Roupinhas (Bodies, meias, macacões, casaquinhos...)

A escolha das roupinhas tem que ser feita com cautela, já que ser bonito não quer dizer que seja adequado ou confortável para o bebê.

Estejam atentos também que nem sempre os padrões de tamanho do mercado atendem ao tamanho de desenvolvimento da criança. Um tamanho não apropriado pode incomodar bastante o pequeno.

Outra questão importante é escolher modelos e material condizentes com a estação do ano que o bebê vai nascer. Estejam preparados!

Procurem evitar roupas com muito apetrechos e apliques, como botões, que podem trazer desconforto ou machucar a criança.

Lembrem-se que todas as peças precisam ser lavadas e higienizadas com antecedência.


  • Sapatinhos


São fofinhos, mas controle-se: eles perdem rápido. Compre o básico.


  • Fraldas de tecido


Podem servir como pano de boca ou como toalhinhas.



Dê preferência às maiores, que servirão por mais tempo à medida que a criança for crescendo. Os modelos com capuz são ótimas opções, pois ajudam a proteger melhor a cabeça do bebê na hora de enxugar.



Modelos muito elaborados, cheio de detalhes, precisam de um cuidado maior e podem não ser tão práticos no dia a dia. Prefira algo belo e simples.



Os lençóis de malha podem ser um pouquinho mais “salgados”, mas compensam na qualidade, pois proporcionam mais maciez e frescor ao bebê. Prefira aqueles que não precisam passar ferro.


São excelentes para ter ao alcance no momento da troca de fraldas do bebê. Geralmente são compostos por uma bandejinha de suporte, porta- algodão, porta-cotonetes, tigela e garrafa térmica. Os mais completos ainda podem conter espaços para comportar pomada antiassaduras, termômetro, escova de cabelo, etc

  • Lenços umedecidos
  • Sabonete neutro
  • Tesourinha e/ou cortador
  • Creme para assadura
  • Escova de cabelo
  • Fraldas descartáveis

Não é aconselhável comprar muitas fraldas logo de cara, pois algumas marcas podem causar alergia. Espere seu bebê nascer para testá-las e ver qual ele melhor se adapta.

Algumas mamães estão preferindo as fraldas ecológicas. Elas estão ganhando cada vez mais adeptos no mundo da maternidade. São vantajosas por serem reutilizáveis e mais econômicas. Poucas unidades são suficientes para suprir um enxoval inteiro e, a depender dos cuidados, podem ter alta durabilidade.



Independente do modelo, atente-se às medidas. Principalmente se você mora em apartamento pequeno e precisa fazê-la caber no espaço do box do banheiro. Na hora das compras, não se acanhe de levar a fita métrica. Se for comprar pela internet, procure as medidas junto ao fabricante.


  • Cadeirinha de carro


Adquira apenas se a mesma tiver o registro do Inmetro - instituto nacional que mensura a qualidade do produto – por questão de segurança. Prefira aquelas que possam ser aproveitadas por mais tempo, acompanhando seu filho no crescimento dele, e aquelas que são de fácil limpeza e manutenção. O mesmo serve para os carrinhos de passeio.



Atenção especial na hora de comprar o berço: ele precisa ser confortável e, acima de tudo, seguro. Verifique se as partes do móvel estão livres de qualquer coisa que possa machucar o bebê. Quinas devem ser arredondadas e se a lateral da mobília for móvel, tem que ser munida de um sistema de travas confiáveis. Assim como a cadeirinha de carro e o carrinho de passeio, também precisa do selo do Inmetro, portanto, na hora de comprar, passe longe daqueles que não possuem essa garantia de segurança.

  • Trocador
  • Protetor de colchão
  • Saída de maternidade

Saída de maternidade são bonitas, mas serão que são confortáveis? Pense se vale à pena.

Itens bem oportunos, pois são presos à roupa do bebê e assim evita-se que a chupeta caia, poupando você de estar esterilizando toda hora.

  • Colônia infantil

Sempre aplicadas à roupa, e nunca à pele do bebê, pois podem causar alergia.

  • Extrator de leite

Serve caso a mamãe tenha muito leite e precise ordenhar para retirar o excesso e armazená-lo. Aguarde para comprar apenas depois do nascimento, pois nem todas mães necessitam.

  • Canguru e/ou sling

Uma “mão na roda” para aliviar o cansaço dos braços ao carregar a criança.

  • Bebê conforto
  • Bolsa térmica
  • Cômoda
  • Mosqueteiro

Essencial para locais e épocas do ano com muitos insetos.

  • Poltrona de amamentação
  • Álcool em gel
  • Inalador
  • Lembrancinhas

Para parentes e amigos que forem visitar o recém-nascido

Chocalhos, mordedor, tapetes emborrachados...

5) Mães, não fiquem em segundo plano!


É comum, após o nascimento, todos voltarem a atenção apenas para o bebê. Mas o que muitos não percebem é que, se nasce um bebê, nasce uma mãe também. Uma mãe que precisa de cuidados, apoio, atenção, carinho, olhos e ouvidos presentes.

Na gestação, no parto, no pós-parto e além do puerpério, elas não querem – e não devem – passar invisíveis. Mãe também tem necessidades e precisa ser notada.

Esse é um alerta para todos e, inclusive, para as próprias mães. Portanto, se dê atenção e comece se permitindo se presentear com seu próprio enxoval. Você também merece essa delicadeza. Vá as compras por você para se sentir bem consigo mesma e se preparar para essa nova fase em sua vida.

O enxoval da mamãe pode conter: vestidos leves, camisolas com abertura frontal, roupão ou robe, cinta pós-parto (se recomendada pelo médico), sutiãs para amamentação, protetor e absorvente de mamilos, creme hidratante, óleo para estrias, etc

6) Os benefícios do chá... de bebê

A vantagem de se fazer o chá de bebê é, sobretudo, a economia. O evento pode ser uma mega ajuda para completar o enxoval do pequeno (ou pequena) e, com certeza, um alívio para seu bolso.

Toda colaboração é sempre bem-vinda. Além disso, o evento compensa não só pelos mimos ganhos, mas também por ser um marco dessa fase gostosa. É um momento único e marcante para todos participantes.

E se você ainda pensa duas vezes em fazer o chá, por causa de investimentos, da falta de disposição ou pelo receio de ser trabalhoso em organizar, lembre-se que não precisa ser um super hiper ultra evento com decoração e organização que custam os “olhos da cara”. Isso só serviria para te deixar mais exausta na reta final da gestação. O importante mesmo é reunir pessoas que te querem bem e que estão dispostas a ajudar, participar e celebrar esse novo ciclo de sua vida junto com você.

E lembre-se: o melhor enxoval é aquele capaz de trazer ao ambiente e às pessoas nele presente, muito amor, conforto e praticidade ao seu dia a dia.