Dicas

Mesa posta: sirva-se dessa ideia!

Quer montar uma mesa posta bem elegante para alguma ocasião especial ou deixá-la simplesmente apresentável para o dia a dia? Inspire-se nas nossas ideias e aprenda a elaborar uma mesa posta cheia de charme!

https://unsplash.com/photos/1UfPY0_uy2Y

Vamos combinar, todo mundo já está cansado de saber que a primeira impressão é a que fica, não é mesmo?! Então, que tal deixar seus convidados de boca aberta com uma mesa posta de arrasar para aquela ocasião especial? Eles irão babar só de ver a apresentação de sua mesa e terão um gostinho do que os espera mais adiante.

Não tem erro: investir numa mesa posta bem apresentável é essencial se quiser causar boa impressão! O conteúdo a seguir está recheado de detalhes sobre tudo o que precisa saber para elaborar uma decoração encantadora para sua mesa. Você será capaz de promover recepções impecáveis!

1) Como surgiu a ideia de mesa posta?


Para entender como surgiu o hábito da mesa posta é preciso resgatar os significados das refeições na história, saber como se configuravam as relações de poder, a origem das regras de etiqueta e o surgimento das salas de jantar nas residências.

É fato que a mesa exerce um papel muito importante quando se trata de relações sociais. Se parar um minuto para refletir, dá para notar que celebrações de datas especiais, reuniões familiares, fechamento de acordos históricos, etc, sempre ocorrem ao redor de uma mesa.

Ocasiões com estas exigem o ato de recepcionar convidados, e para isto, muitas vezes, a refeição permeia este momento. O feito fica a mercê da qualidade do que é servido, da apresentação da mesa e da organização do serviço.

Desde a época antes de Cristo, refeições são realizadas à mesa. Cada povo, envolto de seus costumes, revela uma relação com o serviço e o porte à mesa. Em muitos, a disposição dos convidados à mesa revela uma hierarquia social. Era comum, por exemplo, os nobres exigirem tratamento diferenciado.

Aos poucos foram sendo criadas regras de conduta à mesa, regras de posicionamento de itens, etc. As regras de etiqueta, ao que se percebe, vão tomando forma, mas seu significado ganha força na época da corte renascentista francesa, na qual era comum o ato de etiquetar para diferenciar os nobres dos recém-burgueses em eventos de suntuosas refeições.

No século XVIII tornou-se comum projetar salas de jantar nas residências. Até então, não havia um cômodo específico destinado exclusivamente às refeições. Esse privilégio resumia-se anteriormente à palácios reais e castelos. O surgimento das salas de jantar residenciais tornou-se um marco na vida familiar.

A mesa passa a destacar-se como palco de convívio social, e as refeições, toda uma encenação e requinte no servir. O contemplar de uma mesa bem preparada era tão importante quanto o sabor da comida.

As configurações e hábitos à mesa vão se moldando às exigências de cada época e cada cultura. Hoje, sabemos que a correria do dia a dia exige refeições mais curtas e muitas vezes solitárias. As reuniões em torno da mesa ficam cada vez mais ameaçadas. Mas o hábito da mesa posta, por ter se tornado uma prática enraizada, ainda resiste em muitos lares e em muitas ocasiões.

2) A arte de pôr a mesa

A organização nessa área vem cada vez mais ganhando espaço e se destacando como uma verdadeira arte. As refeições ganham um significado mais especial ao serem feitas com planejamento, zelo e carinho. E se engana quem acha que a arte da mesa posta se limita às ocasiões refinadas. Uma simples refeição rotineira, mesmo que para uma pessoa apenas, também pede uma arrumação adequada – e já abre o apetite. E se você é daqueles que gosta de receber amigos em casa, pôr a mesa caprichada é uma forma de demonstrar o prazer em recebê-los. Lembre-se que sua recepção revela muito de você: sua casa é seu reflexo!

Vários são os motivos para praticar o hábito de arrumar a mesa: eternizar momentos, criar vínculos, proporcionar diálogos, aproximar contatos, demonstrar cuidado, promover união familiar, estreitar laços, resgatar valores, etc.

Para muitas pessoas, dedicar tempo preparando mesas para refeições é considerado um hobby. Atualmente, o ato de pôr a mesa vai além de um hábito, e acredite se quiser, tem gente que, por prazer, tornou do ato uma profissão. É isso mesmo! A mesa posta caiu no gosto popular e tem ganhado muito adeptos. As redes sociais ajudam na divulgado de conteúdos sobre o assunto e hoje existem muitas pessoas envolvidas nesse contexto.

As meseiras e meseiros, como foram intitulados, são pessoas que se dedicam a essa área, valorizando o preparo das mesas para as refeições, se preocupando com os detalhes e com a importância da manutenção de realização das refeições à mesa. Eles trabalham com eventos, consultorias e cursos, enfatizando a etiqueta à mesa e a decoração da mesma.
3) Itens e dicas essenciais para compor uma boa apresentação


Para muitos, o posicionamento dos itens pode parecer frescura, mas acredite, não é. A devida ordenação tem seus motivos: não se trata apenas de decoração, a disposição correta de cada utensílio é pensada no auxílio ao ato de comer.

Para elaborar uma mesa posta, escolha inicialmente se quer usar uma toalha de mesa ou um jogo americano. Peca quem usa os dois itens juntos, ok!

Em relação às toalhas, se a ocasião for mais formal, opte por aquelas mais sofisticadas, em tecidos nobres e cores neutras. Já para ocasiões informais, dá para arriscar em toalhas mais coloridas e estampadas. Mas independente da ocasião, as barras das toalhas nunca devem ultrapassar 50 centímetros.

Os jogos americanos, por sua vez, se apresentam como alternativas mais práticas no preparo e desmonte da arrumação da mesa, além de serem mais fáceis de limpar. Sua diversidade de formas e estampas permite brincar com a decoração da mesa sem precisar adquirir novos aparelhos de jantar e permite ainda agraciar a estética da mesa, uma vez que, sua superfície ficará exposta.

O sousplat é um acessório para se colocar embaixo do prato. Essa peça, além de agregar beleza na decoração da mesa, serve para: evitar que pratos quentes marquem o móvel, evitar que suje a toalha ou jogo americano e colaborar para que a aparência da mesa não fique vazia ao se fazer a troca de pratos.

O aparelho de jantar é sempre o destaque em uma mesa posta. Cores claras dão maior possibilidade de brincar com o restante da decoração. Em contrapartida, cores coloridas exigem mais cautela na combinação com os outros utensílios da mesa.

Os pratos que vão compor a arrumação dependem, obviamente, do cardápio que será servido. Pratos fundos servem para sopas ou massas com molhos. Pratos rasos, para a refeição principal, e pratos pequenos, para sobremesas, frutas e queijos. Para pães, coloque um prato pequeno específico posicionado ao lado esquerdo.

Os talheres a serem usados deverão ser colocados à mesa conforme o que for servido. Para uma refeição simples, o essencial basta: faca, garfo e colher. Para refeições mais elaboradas, a arrumação dos talheres segue sempre a ordem do que vai ser servido, de fora para dentro.

Em seu plano de mesa, coloque o garfo à esquerda do prato e a faca à direita, com o corte virado para dentro. Os talheres de sobremesa devem ficar dispostos na parte superior do prato.

Para as bebidas podem ser usados copos ou taças. Os copos são convenientes para as refeições menos formais para servir suco ou refrigerante. Já as refeições mais sofisticadas requerem o uso de taças. A quantidade dependerá também da quantidade de comida a ser servida. Porém, o ideal é que se tenha no mínimo duas peças, sendo uma para água e outra para a bebida que acompanhará a refeição. As taças devem ser posicionadas ao lado direito, acima do prato, de forma diagonal.

Xícaras devem ser posicionadas com a abertura voltada para cima e a “asa” para a direita. Colher de chá deve estar à direita em cima do pires.

Os guardanapos na decoração acrescentam mais charme à mesa. Os de papel, podem ser usados em ocasiões menos formais. Os de tecido, para refeições mais requintadas. Eles podem ser arrumados de diferentes maneiras, seja por meio de dobraduras ou com enfeites decorativos para prendê-los. Eles devem ser posicionados no centro do prato ou à esquerda do garfo. Conforme as regras de etiqueta, ao sentar-se à mesa, o mesmo deve ser acomodado no colo.

Se for usar arranjos decorativos, lembre-se que o ideal é que os mesmos não ultrapassem 25 centímetros, para não comprometer a visão das pessoas sentadas à mesa. Quanto às flores, evite aquelas perfumadas para não misturar e comprometer o aroma das comidas servidas.

As velas também são ótimos elementos decorativos, mas peca quem recorre a esses adereços na decoração da mesa ao dia. Elas devem ser usadas apenas para refeições ocorrida à noite e sempre acesas. Nada de economizar pavio!

Por fim, aqui vai a melhor dica: coloque à mesa apenas aqueles utensílios que realmente forem ser usados. Tenha muita cautela para não pecar com os excessos. Isso apenas vai abarrotar a mesa de coisas e deixar o espaço desconfortável.
4) O diferencial de ter uma mesa posta

Todo dia pode ser dia de mesa posta! Cultue esse hábito! Na simplicidade do dia a dia ou para uma ocasião especial, trata-se de uma demonstração de cuidado e carinho para com você mesmo e para com os demais. Atos de amor podem ser expressos e reconhecidos em simples detalhes. Experimente vivenciar o prazer das refeições à mesa e verás quão especial é esse lugar.

Ah, e não permita que suas louças fiquem aguardando uma ocasião especial para aparecer. Essa ocasião pode nunca ocorrer, e com o passar do tempo, você terá somente louças e não mais momentos nem pessoas para usufruí-las. Fica a dica!